CONTRA O USO ABUSIVO DE AGROTÓXICOS
CNTU E SINESP NA LUTA PELA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E CONTRA O USO ABUSIVO DE AGROTÓXICOS

Alimento adequado e seguro e direito da população e o uso indiscriminado de agrotóxicos envenena o planeta. Para fazer frente ao uso indiscriminado de agrotóxicos na agricultura brasileira, a CNTU, Federações e o SINESP, criaram a campanha: Por uma alimentação saudável, contra o uso abusivo de agrotóxicos aliando-se com diversos movimentos da sociedade que lutam pela mesma causa. Tais substâncias são comprovadamente prejudiciais a saúde, com riscos de doenças e morte, seja dos trabalhadores rurais, dos moradores do campo e dos cidadãos que consomem alimentos contaminados. Além disso, produzem impactos negativos sobre o solo, nos recursos aquiferos e no conjunto da vida animal e vegetal.

A campanha visa em primeiro lugar, debater e conscientizar mais a fundo sobre esse problema, bem como exigir medidas de controle consensual. Entre as diversas opiniões ouvidas pela CNTU nas consultas que realizou, a principal e banir do Pais os agrotóxicos de alta toxidade; outra e proibir técnicas de aplicação aérea de tais substâncias, além de outras medidas de controle e abandono de posturas irresponsáveis pelos agentes nesse processo. E premente exigir das autoridades governamentais, dos órgãos públicos e dos produtores de alimentos a proteção à saúde e a segurança alimentar. Avançar é preciso, até que se atinja uma agricultura sustentável no País e sejam assegurados os direitos básicos da população a segurança alimentar e nutricional e a alimentação adequada.

Enquanto vários países banem ou aumentam o rigor na venda e uso dos agrotóxicos, em 2008, o Brasil ultrapassou os Estados Unidos, assumindo o posto de maior mercado global de agrotóxicos, os quais são vendidos com isenções fiscais. A agricultura brasileira consome 20% da produção mundial dessas substâncias, cujo mercado e monopólio de apenas onze empresas. Não obstante conte com apenas 5% da área cultivada entre os 20 maiores países agrícolas do globo. Enquanto nos EUA a utilização de agrotóxicos cresceu 93% na última década, no Brasil expandiu-se 190%. Consequentemente, em 2011, respondeu por 19% do faturamento mundial do setor, estimado em mais de US$ 8 bilhões. Neste ano foram pulverizados 853 milhões de litros (herbicidas, fungicidas e inseticidas) em 71 milhões de hectares de lavouras temporárias e permanentes. Ou seja, uma média de 12 litros por hectare e 4,5 litros por habitante.

OBJETIVOS DA CAMPANHA

- Colaborar para que a sociedade brasileira debata de forma aprofundada e permanente a questão dos agrotóxicos, mobilizando o movimento social, o movimento sindical, os produtores de alimentos, os produtores de conhecimento sobre a alimentação e a saúde, para examinar e controlar, de forma adequada, o uso dos agrotóxicos na agricultura brasileira.

- Revisar a política nacional sobre os agrotóxicos, inclusive aperfeiçoando a legislação referente, em favor do direito a alimentação adequada e segura, com avaliação criteriosa das isenções fiscais que os agrotóxicos recebem.

- Criar critérios técnicos e éticos que sejam transparentes, amplos, independentes de interesses comerciais, para determinar e avaliar os níveis e as práticas do uso de agrotóxicos e outros produtos químicos na agricultura e na indústria alimentar em fase do direito a uma alimentação adequada e segura.

- Aumentar o rigor na fiscalização do comércio e uso de agrotóxicos.

- Banir do Brasil os agrotóxicos de alta periculosidade, já banidos em outros países.

- Proibir a pulverização aérea de agrotóxicos

O SINESP conta com o Apoio de todos os Nutricionistas nesta campanha.

       
NUTRI NOTICIAS Nº 84
Edições Anteriores
NUTRI NOTICIAS Nº 83
NUTRI NOTICIAS Nº 82
NUTRI NOTICIAS Nº 81
NUTRI NOTÍCIAS Nº 80
ecoleo CVC
  INSTITUCIONAL JURIDICO CONTRIBUIÇÕES CURSOS BENEFÍCIOS +  
  Quem Somos Atendimento Associativas SINESP Convênios LINKS  
  Palavras do Presidente Piso Salarial Sindical Parceiros Hotéis / pousadas CONTATO  
  Diretoria Atual Tabela de Honorários Confederativa Pós-Graduação      
  Colaboradores Convenções/Disssídios Assistencial        
  Estatuto Homologações Dúvidas Frequentes        
  Conheça o SINESP            
  Sede São Paulo

Rua 24 de Maio, 104 - 8 andar - Centro - 01041-000
Fones: (11) 3337.5263 / 3338.2539
E-mail: sinesp@sindinutrisp.org.br
Horário de atendimento: 9hs às 17hs00 de 2ª à 6ª
 
2014 - Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo
Desenvolvido por IZ3