Matéria sptv sobre agrotóxicos
Após pedido da Defensoria Pública, Santo André vai analisar concentração de agrotóxicos nos alimentos
Matéria exibida no SPTV 1ª ED./TV GLOBO/SÃO PAULO VEICULADA EM 08/12/2015 12:31

CONTEÚDO
"Com o nosso assunto agora seguinte e Santo André quer saber o tipo e a quantidade de agrotóxicos que tem nos alimentos que são vendidos na Central de abastecimento da cidade se perdido parte da Defensoria Pública e os testes vão ser feitos todo mês à parte do ano que vem. Se vai ver agora como é que são feitas essas analistas. Dentro da caixa tudo parece fresquinho super saudável. Quem vai às compras tem sempre seus truques Norte decidiu. E vai levar pólipo um Cordel a Sonata firme, mas como saber a quantidade de agrotóxicos alimentos quando tem agrotóxico é é tudo muito grande e a consumidora já sabe disso, não é bom, mas isso não é uma regra não viu. Tem muito alimento pequeno, cheio de pesticida gente não sabe qual tipo de vetar está usando gente mal informado com ações, não sabemos. Você vamos que tem para dar essa resposta os vendedores e os compradores. Administração Bakr às Acre um programa que deve ser implantado no ano que vem. Para analisar quinze produtos por mês. Hoje o Fábio, que é engenheiro agrônomo da cais, a recolheu nesse saquinho, amostras de tomate e de maçã de dois boxes que vão ser analisadas, se usa produto proibidos se usa produto acima do do do nível recomendado se usar produtor e não se respeitam o período de carência que é um período que você deveria esperar até colocar o o alimento no mercado para ser comercializado as amostras vieram direto para este laboratório na capital especializado identificar agrotóxicos, alimentos. O tomate a massa passar um triturador e viraram esse líquido amarelado em durante uma semana, os pesquisadores aqui do Instituto biológico analisaram o tomate e a nossa que vieram Lady Santo André. Com a ajuda desse equipamento. Eles descobriram um nível e o tipo de agrotóxico em cada alimento, uma maçã para tudo bem, mas o tomate foi reprovado. O tomate é e apresentou uma quantidade muito grande de diferentes agrotóxicos, sendo que três não eram permitidos, portanto, não tem autorização de uso no Brasil. E um estava acima do limite, bem assim. A ideia do programa é identificar e orientar o produtor que os o agrotóxico de maneira errada, incentivar consumidor a participar desta cobrança. Enquanto a gente não consegue saber quanto agrotóxico tem os alimentos. O pesquisador da uma Tikal valiosa. Lavar e descascar. Amigo você vai lavando com água corrente, água corrente suficiente, tive repassa mar um detergente uma bucha com um desinfetante. E a gente agrotóxico e acesso para nossa saúde. Um veneno causa uma série de doenças, inclusive câncer, então tem que de fato, tem um controle rigoroso sobre os olhos programa tiver implantados resultado das análises, um sem caminhadas para Vigilância Sanitária e a coordenação de defesa Agropecuária do estado vão poder fiscalizar as fazendas, onde os alimentos são produzidos na verdade em fiscalizar e sempre, né, sempre fica no pé e."



Faça abaixo o download do laudo do INSTITUTO BIOLÓGICO Laboratório de Resíduos de Pesticidas
Clique AQUI para baixar o arquivo.
       
NUTRI NOTICIAS Nº 84
Edições Anteriores
NUTRI NOTICIAS Nº 83
NUTRI NOTICIAS Nº 82
NUTRI NOTICIAS Nº 81
NUTRI NOTÍCIAS Nº 80
ecoleo CVC
  INSTITUCIONAL JURIDICO CONTRIBUIÇÕES CURSOS BENEFÍCIOS +  
  Quem Somos Atendimento Associativas SindiNutri-SP Convênios LINKS  
  Palavras do Presidente Piso Salarial Sindical Parceiros Hotéis / pousadas CONTATO  
  Diretoria Atual Tabela de Honorários Confederativa Pós-Graduação      
  Colaboradores Convenções/Disssídios Assistencial        
  Estatuto Homologações Dúvidas Frequentes        
  Conheça o SindiNutri-SP            
  Sede São Paulo

Rua 24 de Maio, 104 - 8 andar - Centro - 01041-000
Fones: (11) 3337.5263 / 3338.2539
E-mail: sinesp@sindinutrisp.org.br
Horário de atendimento: 9hs às 17hs00 de 2ª à 6ª
 
2014 - Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo
Desenvolvido por IZ3